Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Petróleo extraído pela Galp no campo Lula é rentável acima dos 35 dólares por barril

  • 333

A produção da Galp no campo Lula, numa zona de águas ultraprofundas, tem o "break even" a partir de 35 dólares por barril, revelou o presidente executivo da Galp, Ferreira  de Oliveira, em Londres.

J. F. Palma-Ferreira

A produção petrolífera da Galp na zona do pré-sal, em águas ultraprofundas da costa brasileira, "no campo Lula, tem um break even a 35 dólares por barril", referiu o presidente executivo da Galp, Manuel Ferreira de Oliveira, em Londres, na apresentação do Capital Markets Day 2015.

Desta forma, Ferreira  de Oliveira deu indicação explícita ao mercado de capitais que os projetos de exploração e produção petrolífera têm gerado resultados apesar da queda ocorrida nas cotações internacionais do petróleo.

Thore Kristiansen, diretor executivo de Exploração e Produção da Galp, anunciou que estão a decorrer com as autoridades brasileiras as negociações de "unitização" á área sul dos campos de Lula e Iracema, que deverão redefinir as quantidades de petróleo que vão ficar para cada companhia petrolífera que integra o consórcio que detém esta concessão - liderado pela brasileira estatal Petrobras.

"Os encargos passados que as empresas tiveram neste consórcio e a produção petrolífera serão reajustados entre as companhias participantes nestes projetos", referiu o responsável da Galp.

Para 2015 está previsto o início de extração de petróleo do navio-plataforrma (FPSO) Cidade de Itaguai, na zona norte do campo offshore de Iracema. Este navio tem uma capacidade para operar 150 mil barris de petróleo por dia.

Em 2016 está prevista a entrada em funcionamento de mais dois navios-plataforma - os FPSO Cidade de Maricá e Cidade de Saquarema, ambos com capacidade para operar 150 mil barris de petróleo por dia.

Relativamente ao aumento de produção com novos campos que estão a ser trabalhados pelas equipas técnicas de exploração petrolífera, a Galp admite que em 2017 deverá extraír o primeiro petróleo do furo P-66 na zona a Sul do campo Lula e do furo P-67 na zona Norte do campo Lula.

Para 2018 será a vez de extrair o primeiro petróleo do furo P-68, no extremo Sul do campo Lula e do furo P-69 na zona Oeste do campo Lula.