Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Perdas em obrigações Montepio? "O banco está sólido"

  • 333

FOTO Luis Barra

Retorno de obrigações perde garantias. Títulos perpétuos em queda. Mas "está tudo bem"

Isabel Vicente e Pedro Santos Guerreiro

O Montepio vai rever as condições de pagamento de uma carteira de obrigações, passando a não garantir a sua recompra nem o pagamento do retorno ao longo dos anos. O banco garante que estas alterações decorrem de solicitação do Banco de Portugal e que não há intenção de falhar pagamentos, sendo que o capital está garantido no final do prazo. "O banco está sólido", assegura Tomás Correia. 

A proposta vai ser analisada numa assembleia de credores, que foi marcada esta semana para 8 de maio. Se ela for aprovada, as Obrigações de Caixa Subordinadas Montepio Rendimento Top 2008/2018 deixarão de poder ser recompradas pelo banco e fica em aberto a possibilidade de não ser pago o cupão nas datas previstas, mas apenas no final do prazo. No pior cenário, isto poderá significar que os clientes que compraram estas obrigações poderão ficar com o dinheiro imobilizado e sem retorno até 2018. A não ser que as vendam em mercado secundário, arriscando-se no entanto a perder dinheiro: neste momento, estas obrigações estão a ser transacionadas com perdas entre 5% e 11%. 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI