Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Pequenos acionistas da Cimpor questionam estratégia após OPA

  • 333

As exportações da Cimpor 
a partir de Portugal triplicaram depois da OPA


Tiago Miranda

Desde a compra pela Camargo Corrêa, a dívida mais que duplicou, as ações caíram 75,8% e este ano não há dividendos

Anabela Campos

O aumento da dívida da Cimpor de €1,5 mil milhões em 2012 para €3,4 mil milhões em 2014 e o facto de a empresa ter pouca liquidez em Bolsa e ter deixado de pagar dividendos foram algumas das questões que os acionistas minoritários da cimenteira levantaram à Assembleia Geral (AG) de 25 de março.

A reunião foi animada, apesar de serem muito poucos os acionistas minoritários da Cimpor, detida em quase 95% pela brasileira Camargo Corrêa, que passou a controlar a empresa após a oferta pública de aquisição (OPA), concluída com êxito em meados de 2012. 

Leia mais na edição deste fim de semana.