Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Pagamento antecipado ao FMI. Bruxelas desconhece

  • 333

A Comissão Europeia não foi ainda informada de que Portugal quer liquidar a dívida ao FMI.

A Comissão Europeia (CE) não foi ainda informada e vai "examinar cuidadosamente" a pretensão do Governo português de amortizar antecipadamente toda a dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

O primeiro ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou a semana passada que o governo decidira submeter aos parceiros europeus um novo pedido de amortização antecipada de toda a  dívida ao FMI (14 mil milhões de euros). 

Em declarações à Lusa em Bruxelas, o porta-voz dos Assuntos Económicos referiu que a CE não recebeu qualquer informação  das autoridades portuguesas e que a proposta  será "cuidadosamente examinada".

O pagamento antecipado ao FMI necessita do aval dos Estados europeus que terão de renunciar a uma cláusula nos contratos de empréstimos. A cláusula refere que os reembolsos  terão de ser proporcionais entre todos os credores, sem privilegiar nenhum deles.

A CE deu, em fevereiro, "apoio total" ao pedido do governo português de  antecipar o pagamento de uma parte da dívida ao FMI.