Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

O que tramou a Rioforte foi não ter sido feito um aumento de capital, diz Salgado

"A Rioforte a 14 de março não tinha imparidade nenhuma, mas como se atrasou o aumento de capital" começaram os problemas, diz ex-banqueiro

Alberto Frias

Ricardo Salgado assegura que o que fragilizou a Rioforte, empresa do GES que entretanto foi à falência, foi a transferência de dívida da Espirito Santo Internacional para esta holding e o facto de não ter sido feito um aumento de capital.

Anabela Campos e Isabel Vicente

"A Rioforte a 14 de março não tinha imparidade nenhuma, mas como se atrasou o aumento de capital" começaram os problemas, diz ex-banqueiro, que desde esta manhã responde às perguntas da comissão parlamentar de inquérito.

A Rioforte é a holding não financeira do BES e a empresa que deixou um 'buraco' de 897 milhões de euros na PT ao não reembolsar uma aplicação de curto prazo da operadora de telecomunicações naquela empresa.