Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

"O grupo foi feito com pouco capital é a génese do problema", diz responsável da Rioforte

Manuel Fernando Espírito Santo Silva diz não saber de muita coisa do que se passava no grupo. Investimentos e decisões financeiras passavam-lhe ao lado. 

A falar aos deputados da comissão parlamentar de inquérito ao caso GES e BES, desde esta manhã, Manuel Fernando Espírito Santo Silva, ex-administrador da Rioforte, disse que não sabia, que desconhecia muita coisa, porque não tinha de saber o que se passava na área financeira do Grupo Espírito Santo, já que não era administrador. Mas mesmo dentro da área não-financeira, os investimentos escapavam-lhe.

Porém, nas suas declarações não teve dúvidas em afirmar que os problemas que afetaram o grupo remontam à sua génese: "O grupo foi feito com pouco capital, é a génese do problema do grupo". 

Podem fazer-se negócios para acrescentar valor aos grupos mas, neste caso, lamentou Manuel Fernando Espírito Santo Silva, "o resultado foi mais negativo do que positivo".

Havia a intenção da Rioforte tomar o lugar da ESI na cascata de holdings que caracterizava o grupo, e isso fez com que também está holding não-financeira ficasse exposta a endividamento excessivo, deixou subentendido entre as suas declarações no Parlamento. 

"Acreditei que a Rioforte era a solução para salvar o grupo, quando nos foi apresentado o plano de reestruturação a 7 de janeiro", rematou.