Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

"Núncio foi de longe o mais propenso a intervenções diretas na Autoridade Tributária"

  • 333

FOTO Marcos Borga

José Azevedo Pereira foi o homem forte do fisco durante quase sete anos. Saiu em 2014 e nunca deu entrevistas. Falou ao Expresso, pela primeira vez, depois da polémica da "lista VIP'.

Ana Sofia Santos e Pedro Lima

O ex-diretor-geral da Autoridade Tributária (AT), José Azevedo Pereira, numa entrevista inédita na edição deste sábado do Expresso, diz que o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, foi, "de longe" o mais interventivo dos quatro secretários de Estado com quem lidou enquanto esteve na AT.

Azevedo Pereira resolveu falar porque está a ver uma instituição que "funciona bem" a ser arrastada para o circo mediático, depois de a sua estrutura de decisão ter sido "decapitada", e teme que o trabalho feito seja destruído.

 

Leia mais na edição do Expresso deste sábado.