Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novas luvas de guarda-redes marcam golos no mercado

  • 333

FOTO LUCÍLIA MONTEIRO

O empresário luso-canadiano Carlos Lima quer marcar golos no negócio de futebol com uma nova marca de luvas para guarda-redes que ele próprio criou.

A partir de uma "brincadeira inocente" ditada pela sua carreira de guarda-redes no Benfica de Toronto, o luso-canadiano Carlos Lima, 34 anos, está a construir uma jogada empresarial para meter golos no negócio do futebol. 

Este ano desativou a sua empresa de montagem de cozinhas e construção civil, em Otava,  para agarrar com as duas mãos o negócio das luvas para guarda-redes de futebol.

A  nova marca quer fazer jus às iniciais que ostenta: NGA - No Goals Against (Não sofrer golos). A NGA lida com com 20 modelos distribuidos por duas gamas, a 60 e 30 euros, e quer marcar pontos  nos principais mercados mundiais.

 Para continuar a ler o artigo clique aqui