Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ministério Público investiga alegado saco azul do GES

As autoridades estão a investigar a Espírito Santo Enterprise, alegado saco azul do Grupo Espírito Santo. E tentam também saber a origem de 28 milhões de euros em contas imputadas a Ricardo Salgado, diz o jornal "Público".

O Ministério Público (MP) está a investigar a Espírito Santo Enterprise (ESS) por suspeita de que era usada como saco azul do Grupo Espírito Santo para pagamentos não documentados, avança hoje o jornal "Público".

As autoridades suspeitam que poderão ter passado pela ES Enterprise fundos provenientes de Angola.

O MP também tenta apurar a origem de 28 milhões de euros em contas de Ricardo Salgado. O "Público" tentou contactar o ex-líder do Grupo Espírito Santo, sem sucesso.

Salgado foi detido para interrogatório a 24 de julho no âmbito do processo Monte Branco-Akoya. O ex-banqueiro foi indiciado por suspeitas de burla, abuso de confiança, falsificação e branqueamento de capitais. Além disso, decorrem  investigações por parte da supervisão financeira sobre a gestão de Salgado no Banco Espírito Santo.