Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mercado de escritórios dispara 81% em Lisboa

O mercado de escritórios na cidade de Lisboa está a recuperar da forte quebra sentida em 2009, tendo registado uma subida de 81% na colocação de metros quadrados, entre Janeiro e Março de 2010, face a idêntico período de 2009.

Alexandre Coutinho (www.expresso.pt)

"No primeiro trimestre de 2010, foram realizadas 56 operações de arrendamento, nas quais foram colocados mais de 111 mil metros quadrados de escritórios", revelou Paulo Silva, director geral da consultora imobiliária Aguirre Newman.

Estes números contrastam com os dados referentes ao primeiro trimestre de 2009, período em que apenas foram colocados no mercado 20.241 metros quadrados de escritórios (uma quebra de 40,7% face ao primeiro trimestre de 2008).

"O mercado está melhor e evidencia uma tendência que vem desde Julho de 2009 - acrescentou Paulo Silva - só os meses de Agosto de 2009 e Fevereiro de 2010 apresentaram níveis inferiores ao mês homólogo do ano anterior".

De acordo com os dados mais significativos divulgados pela Aguirre Newman, foram realizadas 22 operações na zona 6 da cidade (eixo da autoestrada A5 de Miraflores a Paço de Arcos/Corredor Oeste), correspondentes a 33% da área colocada no primeiro trimestre; 13 operações na zona 1 (da Avenida da Liberdade ao Saldanha); 9 operações na zona 2 (eixo da praça do Saldanha a Entrecampos e Amoreiras); e 4 operações na zona 3 (eixo da Segunda Circular ao Campo Grande, incluindo a Praça de Espanha). 

"O factor preço vai continuar a pesar na opção das empresas, mas não há carência de espaço no centro da cidade", afirmou Paulo Silva, na apresentação do estudo da Aguirre Newman sobre a mobilidade das empresas no mercado de escritórios do concelho de Lisboa, em 2008 e 2009.