Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Megaoperação do fisco passa a pente fino stocks de empresas

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, já tinha avisado que em 2014 e 2015 seria dada prioridade ao controlo dos inventários

Luís Barra

Autoridade Tributária tem dois mil fiscais no terreno que estão a verificar os inventários de dez mil sociedades, onde foram detetados indícios de fuga aos impostos.

A Autoridade Tributária (AT) tem no terreno uma megaoperação de controlo dos inventários de cerca de dez mil empresas, confirmou o Expresso junto de fonte oficial da Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais.

São cerca de dois mil os fiscais que estão a verificar as existências (stocks) declaradas por milhares de sociedades, que se encontram espalhadas por todo o território nacional. O objetivo é verificar a conformidade das vendas inscritas nas declarações de rendimentos com os produtos que estão registados nos inventários.

A AT chegou a estas empresas através do cruzamento de dados do sistema e-fatura (os empresários têm de comunicar à administração fiscal os dados das faturas emitidas ao longo do ano) e das guias de transporte eletrónicas.

Ou seja, foram detetados casos de empresas que recebem uma proporção de mercadoria que não justifica as vendas declaradas (são demasiado baixas para o volume de produto que compram). Trata-se de casos em que há omissão de vendas e empolamento de inventários, com o objetivo de pagar menos impostos (IRC e IVA).

Até ao dia 31 de janeiro, as empresas têm que ter os inventários feitos. A diferença, a partir de 2015, é que a relação das existências, nos negócios acima de 100 mil euros, tem que ser comunicada ao fisco.

Com esta demonstração de força, a Autoridade Tributária quer alertar o mercado para a existência de um controlo efetivo dos inventários e pretende preparar as empresas para as novas obrigações de comunicação de stocks.

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, já tinha avisado que em 2014 e 2015 seria dada prioridade ao controlo dos inventários.