Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Médicos são quem mais salário perde

  • 333

Os trabalhadores do Estado manifestaram-se inúmeras vezes ao longo dos anos

Nuno Fox/Arquivo

Funcionários públicos recebem, em média, o mesmo que em 2011. Clínicos perdem, polícias ganham.

Para a maioria dos funcionários públicos, compreender a sua folha salarial mensal tem sido um exercício difícil nos últimos anos. Entre reduções de salários com diferentes versões, suspensões de subsídios que começaram por ser dois e agora já não é nenhum, alterações fiscais e de outros descontos, novas regras de cálculo de horas extraordinárias ou pagamentos de subsídios em duodécimos, é um caldo demasiado complexo.  

Por isso, nada como fazer o ponto à situação dos salários nas administrações públicas. O Expresso fez as contas a partir das estatísticas da Direção-Geral da Administração e Emprego Público (DGAEP) e concluiu que, na comparação entre 2011 e 2014, o salário médio no Estado está praticamente inalterado. Ou seja, teve oscilações mas chega a outubro do ano passado, depois de três anos de programa da troika, num nível idêntico ao de três anos antes. 

Leia mais na edição deste fim de semana.