Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

McDonald's aumenta salários nos EUA

  • 333

Cadeia de comida rápida vai aumentar um dólar por hora nos salários de cerca de 90 mil funcionários nos Estados Unidos, devido à pressão dos sindicatos. Esta medida não vai chegar a Portugal.

Catarina Nunes, com Lusa

A cadeia de hambúrgueres norte-americana McDonald's vai aumentar o salário a 90 mil funcionários que trabalham nos restaurantes geridos pelo grupo nos Estados Unidos, na sequência da pressão dos sindicatos. Esta medida não terá efeitos práticos em Portugal.

"O contexto do mercado americano não afeta diretamente a Europa ou o mercado português, que todos os anos procede a revisões salariais - e que tem como referência o valor consignado na tabela salarial da Convenção Coletiva de Trabalho do setor da Restauração - e o conjunto de benefícios que existem com a preocupação de reconhecer e recompensar a contribuição dos colaboradores para o sucesso da empresa", refere a empresa em comunicado.<#comment comment="[if gte mso 9]>

O salário médio por hora vai aumentar um dólar, para 9,90 dólares, a partir de 1 de julho, e para 10 dólares no final de 2016, refere a empresa, em comunicado. O aumento salarial não se aplica aos trabalhadores em McDonald's abertos através de 'franchising', que são 90% dos 14 mil restaurantes da marca existentes nos Estados Unidos.

O anúncio da McDonald's ocorreu depois do gigante Wal-Mart (multinacional supermercados norte-americana) ter decidido aumentar o salário de 500 mil dos seus 1,3 milhões de trabalhadores nos Estados Unidos.

As grandes empresas norte-americanas têm estado debaixo de fogo com fortes pressões para aumento dos salários, principalmente os mais baixos, devido ao aumento das desigualdades sociais no país, apesar da recuperação económica.