Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Maria Luís Albuquerque acredita na vitória do PSD

Em entrevista ao Observador, a ministra das Finanças diz confiar na vitória do partido nas legislativas em 2015, ano que será "claramente melhor".

Maria Luís Albuquerque acredita na vitória do partido nas legislativas do outono de 2015. "Acho que os portugueses reconhecem a importância de não deixar andar para trás", afirma a ministra das Finanças, em entrevista ao Observador.

"O Dr. Pedro Passos Coelho tem demonstrado ser um líder muito forte, muito convicto, muito preocupado com o interesse do país. E acho que seria sempre um excelente líder - com um contributo relevante para o país - quer à frente do Governo, quer à frente, eventualmente, da oposição", acredita Maria Luís Albuquerque.

Na entrevista, a ministra das Finanças fala de "um sinal de maturidade democrática". "O que nós mais encontramos por essa Europa fora são casos de líderes partidários que passam do Governo para a oposição e frequentemente voltam ao Governo. Pode ser estranho para nós, mas não é estranho no panorama democrático", explica.

 

2015 será um ano "claramente melhor"

"Temos vindo a assistir é a uma recuperação progressiva, ainda que relativamente moderada. Também somos atingidos pela incerteza e moderação do crescimento no resto da Europa, mas vejo 2015 como ano de continuação da melhoria. E continuamos a ver o orçamento como um orçamento que tem riscos, como todos os outros, mas continuamos convencidos de que será um ano melhor, e em que as metas orçamentais serão atingidas", diz ainda Maria Luís Albuquerque.

A ministra das Finanças admite, todavia, que "inegavelmente a dívida é elevada, mas à medida que vamos registando excedentes primários vamos contribuindo para a redução dessa dívida. Esse é o caminho que temos de fazer, mas um caminho que será ainda longo. Isto é verdade para a dívida pública, mas também para a dívida privada, que terá que continuar a reduzir-se gradualmente".