Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Luz Saúde prepara-se para investir em duas novas unidades na região Norte

  • 333

O grupo liderado por Isabel Vaz pretende reforçar a sua rede com duas unidades em Guimarães e em Gaia que pertencem atualmente à Casa de Saúde de Guimarães, que está num processo de insolvência.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Luz Saúde, antiga Espírito Santo Saúde, está a preparar-se para investir em duas unidades de saúde controladas pela Casa de Saúde de Guimarães, segundo um comunicado que a empresa enviou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).    

O negócio, cujos valores não foram revelados, está dependente da resolução do plano de insolvência da Casa de Saúde de Guimarães, nomeadamente a aprovação desse plano em assembleia de credores e a respetiva homologação judicial.    

No seu comunicado a Luz Saúde indica apenas que "tem vindo a analisar e a negociar termos e condições que visam a realização de um investimento, tendo em vista, em particular, a exploração de duas unidades de saúde da sociedade [Casa de Saúde de Guimarães] - o Hospital Privado de Guimarães e o Clihotel de Gaia - por uma entidade pertencente ao grupo Luz Saúde".    

Em fevereiro o administrador da Casa de Saúde de Guimarães, Teófilo Leite, já havia manifestado à agência Lusa a sua convicção de que o plano de insolvência da empresa seria aprovado, permitindo a viabilização da operação dos seus ativos.    Segundo a agência Lusa então noticiou, a Luz Saúde iria entrar na Casa de Saúde de Guimarães. Agora o grupo liderado por Isabel Vaz indicou à CMVM que em causa estarão duas unidades dessa empresa.    

Atualmente a Luz Saúde detém as clínicas Clipóvoa (Póvoa de Varzim, Amarante, Cerveira e Porto), bem como as clínicas Cliria (em Águeda, Oiã e Aveiro), o Hospital da Luz (em Lisboa) e a parceria público-privada do Hospital Beatriz Ângelo (em Loures), entre outras operações.    

Em 2014 a Luz Saúde faturou 401,6 milhões de euros, mais 7,5% que no ano anterior. O grupo viu ainda o seu lucro anual crescer 29%, para 18,1 milhões de euros.