Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucros em queda. Sonaecom corta em 66% remunerações dos executivos

  • 333

A Sonaecom aplicou aos salários da administração a redução que os lucros registaram em 2014.

A Sonaecom cortou em 66% as remunerações dos administradores em 2014, aplicando a mesma redução registada nos lucros da empresa.

O lucro caiu para 27,1 milhões de euros e o valor pago aos três gestores executivos reduziu-se também em dois terços, para 908.700 euros.

Segundo o relatório de governo da sociedade que a Sonaecom enviou esta sexta-feira ao mercado, em 2013 as remunerações dos administradores executivos tinham somado 1,37 milhões de euros.

Cláudia bate Lobo Xavier

Mas, em 2014, o presidente-executivo da Sonaecom, Ângelo Paupério, recebeu 412 mil euros (892,7 mil euros em 2013), dos quais 162 mil euros (287 mil euros em 2013) corresponderam à remuneração fixa e 250 mil euros (605 mil euros em 2013) resultaram do bónus de desempenho anual e do plano de incentivo a médio prazo.

Seguiram-se Cláudia Azevedo, filha do fundador da Sonae, que auferiu 298 mil euros, e António Lobo Xavier, com 198 mil euros.

A Sonaecom registou em 2014 um lucro de 27,1 milhões (menos 64% do que os 75,6 milhões de 2013) e uma faturação consolidada de 122 milhões (+8,1% face ao ano anterior). Na assembleia geral de 20 da abril, os acionistas votam uma proposta de dividendo de 4,5 cêntimos por ação.