Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucros acima de 50% nos produtos agrícolas

Afinal, o Pingo Doce ainda terá lucrado com a venda de produtos como a alface e a cenoura, mesmo fazendo um desconto de 50%. Os números são do Observatório dos Mercados Agrícolas.

Mesmo com um desconto de 50%, no caso específico de produtos agrícolas como a alface e cenoura, a cadeia de supermercados Pingo Doce ainda terá lucrado 20 a 30% na venda destes vegetais.

É que, segundo dados recolhidos pelo Observatório dos Mercados Agrícolas e Importações Agroalimentares as margens de lucro da distribuição atingem os 80% na alface e os 55 a 70% na cenoura.

Com base em informação recolhida em março deste ano, este observatório chegou à conclusão que um quilograma de alface custa, em média 40 cêntimos à saída do produtor e chega a quase 1,8 euros ao supermercado.

Regulação precisa-se

No caso de frutas como a pera e a maçã, o lucro situa-se nos 40 e 50%, respetivamente.

Em declarações à TSF, Maria Antónia Figueiredo, presidente do Observatório dos Mercados Agrícolas, defendeu que "não há equilíbrio na distribuição ao longo da cadeia" e que "o produtor é aquele que fica com menor percentagem relativamente ao preço final a que é comercializado".

Na sua opinião, só um sistema de regulação dos preços poderá impedir um desequilíbrio tão acentuado entre as margens de lucro de produtores e supermercados.