Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucro da Jerónimo Martins cresce 30,1%

O grupo de distribuição obteve um lucro de 42,3 milhões de euros no primeiro trimestre, mais de 30,1% face a igual período de 2009.

O grupo Jerónimo Martins anunciou hoje que registou um lucro líquido de 42,3 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 30,1% relativamente ao período homólogo de 2009.   

 

"Impulsionado pelas vendas, o resultado líquido aumentou 30,1%, atingindo 42,3 milhões de euros", salienta o grupo num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).  

 

O grupo Jerónimo Martins destaca também um crescimento de 9,7% e quase dois mil milhões de euros de vendas consolidadas no primeiro trimestre de 2010, devido ao desempenho das cadeias de supermercados.    



2010 começa positivo



O grupo de distribuição classifica o primeiro trimestre deste ano como sendo de "notável crescimento", com as vendas LFL a crescer 9,7% "em resultado dos fortes desempenhos" dos supermercados Pingo Doce e Recheio, com os resultados a anularem "o efeito negativo da deflação registada nestes formatos" e também da Biedronka.  

 

As vendas consolidadas, por outro lado, aumentaram 21,8%, o equivalente a 1955,1 milhões de euros, devido à "crescente competitividade dos modelos de negócio do Grupo".  

 

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado cresceu 17,5%, atingindo 118,3 milhões de euros e uma margem de 6%.  

 

"O grupo confirma, assim, a sua expetativa de uma evolução sólida de vendas e resultados para o ano de 2010", conclui o comunicado do grupo Jerónimo Martins, que indica a existência de uma dívida líquida de 735,2 milhões de euros.  

 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***