Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Europa

Alemanha pode entrar em recessão no segundo semestre (RTRS)

  • 333

Três anos depois do inicio da crise de dívida europeia, a economia alemã revela sinais sombrios e poderá entrar em recessão no segundo semestre deste ano. A queda do desemprego ao longo de seis anos parece ter chegado ao fim. E uma sondagem da televisão alemã ARD revela que 84% dos alemães acha que o pior da crise de dívida, ainda está para vir.

Reuters:
"A economia alemã está a perder força, não há dúvidas sobre isso", disse Joerg Kraemer, economista-chefe do Commerzbank. "A partir daqui, vai ser a descer. A economia alemã não se está a sair tão mal como o resto da zona euro, mas não pode desligar-se disso, especialmente porque o crescimento da China desacelerou." (...)

Peter Bofinger, um dos cinco "sábios" que aconselham o governo alemão sobre economia, disse que os dados recentes da produção industrial sugerem que o país está à beira de uma recessão técnica. "A Alemanha não pode contrariar a fraca situação económica internacional com o seu próprio dinamismo", disse Bofinger à Reuters. (...)

Uma sondagem encomendada pela televisão pública alemã ARD, no início deste mês, revelou que 63 por cento dos alemães acreditam que a economia está em boa forma. A principal razão para isso é o robusto mercado de trabalho. (...) O desemprego dos jovens na Alemanha é de apenas 7,9 por cento em junho, face a uma média europeia de 22,6 por cento. Mas estão a surgir sinais de que a queda do desemprego ao longo de seis anos está a chegar ao fim. (...) Grandes empresas alemãs - Deutsche Bank, RWE e a distribuidora de aço Kloeckner - estão a avançar com milhares de demissões. (...)

A mesma sondagem (...) mostrou um aumento acentuado no número de entrevistados que acredita que a economia se vai deteriorar ao longo do próximo ano. A sondagem para a ARD mostrou que 84 por cento dos alemães acreditam que o pior da crise da dívida ainda está por vir. (...) Klaus-Peter Schoeppner, director da empresa de sondagens Emnid, (...) referiu que os resgates da Grécia, Irlanda, Portugal e Espanha são o "calcanhar de Aquiles" do governo (alemão). "Isso vai piorar à medida que a capacidade do governo para distribuir mais dinheiro ficar sob pressão" de uma economia em enfraquecimento, referiu Schoeppner. "O governo terá que ter muito cuidado daqui para frente."
fonte: German economy faces recession fear in threat to euro zone | Reuters