Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

KPMG alertou Banco de Portugal a 16 de julho sobre problemas nas contas do BES

Numa reunião com o supervisor a propósito das contas relativas ao primeiro semestre de 2014, auditora alertou que tinha detectado problemas que estava a investigar. Prejuízos acabaram por chegar aos 3600 milhões de euros.

Sónia M. Lourenço

Numa "reunião a 16 de julho alertámos o Banco de Portugal que tínhamos detetado problemas que estávamos a investigar", disse Sikander Sattar esta tarde na comissão parlamentar de inquérito ao caso BES.

O auditor respondia a uma questão do deputado Miguel Tiago, dp PCP, sobre quando tinha a KPMG chegado ao valor de 3600 milhões de euros de prejuízos que o BES acabou por reportar no primeiro semestre de 2014.

En resposta, Sattar referiu esse alerta de 16 de julho, a que se seguiu um email enviado ao supervisor da banca e à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a 22 de julho, dizendo "que os ajustamentos podiam ser significativos".

O valor final acabou por ser apurado no domingo, 27 de julho e "na segunda-feira, 28 de julho, às 9 da manhã, reportámos as conclusões ao Banco de Portugal".