Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros no crédito à habitação em novo mínimo histórico

A taxa de juro no crédito à habitação já cai há quinze meses, acumulando uma diminuição de 4,140 pontos percentuais.

A taxa de juro no crédito à habitação caiu em março para novo mínimo histórico (1,837%), tal como a prestação média vencida, que atingiu os 250 euros, menos 119 que em dezembro de 2008, indicou o INE.     De acordo com os números hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, tanto os juros como as prestações médias continuam a atingir históricos negativos, mas a redução começa a ser em menor escala.     De fevereiro para março, a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação caiu 0,036 pontos percentuais, uma menor redução do que de janeiro para fevereiro, quando diminuiu 0,046 pontos percentuais.

Taxa cede há 15 meses 

No entanto, a taxa já cai há quinze meses, tendo acumulado uma diminuição de 4,140 pontos percentuais, ou seja, já caiu para menos de um terço     Quanto à prestação média vencida em março, o valor registado pelo INE é de 250 euros. Esta prestação já caiu 119 euros desde dezembro de 2008.   Para os contratos celebrados nos últimos três meses, o juro diminuiu 0,017 pontos percentuais em março, para os 2,018 por cento, o que representa uma queda menor do que no mês anterior - registada pelo INE em 0,024 pontos percentuais.     O valor médio em dívida nestes empréstimos para habitação foi de 56.207 euros em março, mais 112 euros que em fevereiro.     *** Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.