Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Honório, homem de confiança de Queiroz Pereira, trabalhou para o GES de forma "graciosa"

  • 333

Ricardo Salgado afirma que José Honório, ex-presidente da Portucel e antigo homem de confiança de Queiroz Pereira, trabalhou para o GES de gratuitamente. Honório foi depois vice-presidente do Novo Banco, na equipa de Vítor Bento.

Anabela Campos e Isabel Vicente

"José Honório estudou e acabou por aceitar o nosso convite. Decidiu ter uma contribuição graciosa. Não sei porque é que saiu da Portucel", afirmou Ricardo Salgado, na Comissão Parlamentar de Inquérito. O ex-presidente do BES respondia à deputada do CDS, Cecília Meireles, que perguntava ao antigo banqueiro, como é que José Honório passou de homem de confiança de Pedro Queiroz Pereira na Portucel, para o homem de confiança de Ricardo Salgado no grupo Espírito Santo. Isto tendo em conta que Queiroz Pereira e Salgado estavam em conflito aberto.

"Nós conhecemos o dr. José Honório há muito tempo, a sua mulher, Elsa Honório, foi uma colaboradora excelentíssima do GES. O dr. José Honório estava disponível, e quem o convidou foi o Manuel Espírito Santo", afirmou Salgado. "O dr. José Honório é uma pessoa de grande calibre, reconhecido por todos pelo trabalho que fez na Portucel", acrescentou.

Salgado diz que Honório trabalhou graciosamente para o GES, mas nas gravações das conversas do conselho superior do grupo, tornadas públicas, o tema da remuneração do ex-presidente da Portucel, por ser muito elevado, deu muita polémica.