Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Grécia assegura que paga 450 milhões ao FMI até esta quinta-feira

  • 333

FOTO REUTERS

Reunião entre o ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, e a diretora do FMI, Christine Lagarde, culminou com a garantia grega de que o reembolso previsto para 9 de abril será feito dentro do prazo.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, assegurou à diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que o reembolso de 450 milhões de euros de dívida da Grécia ao FMI cumprirá o prazo previsto de 9 de abril, a próxima quinta-feira.

O FMI confirmou essa garantia grega num comunicado difundido após a reunião deste domingo entre Christine Lagarde e Varoufakis. O encontro, que foi classificado como "informal" pelo FMI, durou mais de duas horas, segundo reportou o "Financial Times".

Christine Lagarde reagiu positivamente à confirmação do ministro grego das Finanças de que o pagamento da tranche de 450 milhões de euros seria concretizado a 9 de abril. "O ministro Varoufakis e eu trocámos impressões sobre os desenvolvimentos [do programa] e concordámos que uma cooperação efetiva é do interesse de todos. Notámos que a continuação da incerteza não é do interesse da Grécia", referiu Lagarde no comunicado do FMI.

A diretora do Fundo acrescentou ter manifestado a sua satisfação pelo compromisso grego de melhorar a capacidade das equipas técnicas do país para trabalhar com as autoridades que estiveram envolvidas no programa de assistência à Grécia. "Reiterei que o Fundo continua empenhado em trabalhar conjuntamente com as autoridades para ajudar a Grécia a voltar a um caminho sustentável de crescimento e emprego", declarou Christine Lagarde.

Segundo o FMI, os trabalhos entre as autoridades internacionais em Bruxelas e o Governo grego serão reatados esta segunda-feira. O "Financial Times", por seu turno, revela que Yanis Varoufakis se deverá encontrar hoje com responsáveis do governo norte-americano.

Globalmente, a Grécia tem previstos para este ano reembolsos ao FMI no valor de 9 mil milhões de euros.