Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo prepara-se para anunciar o que decidiu sobre segurança nos aviões

  • 333

Secretário de Estado dos Transportes vai pronunciar-se esta tarde sobre as recomendações do regulador relativas à necessidade de medidas de reforço de segurança de voo.

Sérgio Monteiro vai anunciar esta tarde, a partir das 16h, as recomendações do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) sobre a necessidade de medidas de reforço de segurança de voo.

Conforme secretário de Estado dos Transportes avançou ontem ao Expresso, "sendo uma medida de cariz técnico, o Governo solicitou esta quinta-feira ao INAC, enquanto regulador sectorial, que recomendasse sobre a necessidade de medidas de reforço de segurança de voo. Aguardamos a posição do INAC para sobre ela poder decidir".

O INAC já se pronunciou, apurou o Expresso, pelo que o Governo irá agora comunicar as recomendações para o sector.

A questão colocou-se depois de o governo canadiano ter decidido obrigar as companhias aéreas a mudar algumas regras, na sequência da informação de que o acidente da Germanwings, esta terça-feira, foi provocado pelo copiloto, depois de impedir a entrada do piloto. 

As companhias aéreas EasyJet, Norwegian, Icelandair, Air Canada e Air Transat também já anunciaram que irão passar a impor a presença em permanência de duas pessoas no cockpit do aviões.

Na TAP, para já, é o comandante quem decide sobre o que fazer em caso de um dos membros do cockpit se ausentar. Mas "nada impede que uma decisão desse tipo (impor a permanência de mais de duas pessoas) possa ser tomada", refere ao Expresso fonte oficial da companhia. "Quanto ao futuro, aguardamos por eventuais decisões da indústria."