Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo podia ter devolvido submarinos recuperando €1000 milhões

O BE afirmou hoje que o Governo português poderia ter devolvido os dois submarinos comprados à Alemanha devido aos incumprimentos no programa de contrapartidas.

"Seria possível ter anulado a compra destes submarinos com base no incumprimento das contrapartidas", afirmou à agência Lusa a deputada bloquista Rita Calvário, à margem de uma iniciativa do BE pela baixa lisboeta, onde vários militantes passearam um submarino feito em esponja, numa alusão humorística à receção do submarino "Arpão", na semana passada.

Atravessando toda a Rua Augusta até ao Ministério das Finanças, no Terreiro do Paço, onde fizeram uma devolução simbólica do submarino, os cerca de dez militantes e dirigentes do BE distribuíram folhetos e fizeram-se acompanhar por um ministro dos Assuntos Profundos, tecendo críticas a PS, PSD e CDS-PP por "terem ido ao fundo dos bolsos dos portugueses".

Despesas inúteis 

"A austeridade não é inevitável, há alternativas, a compra dos submarinos mostra como existem despesas que são inúteis e que podemos ter políticas alternativas para combater a dívida sem necessariamente cortar salários e nas pensões", disse Rita Calvário, notando que o corte nos salários na função pública em 2011 foi precisamente de mil milhões de euros.

Ao longo de pouco mais de meia hora pela baixa de Lisboa, a iniciativa provocou sorrisos e surpresa a quem passava e, no cruzamento entre a Rua Augusta e a Rua de São Julião, um grupo de estudantes questionava-se sobre quem seriam os autores: "Isto devem ser os Homens da Luta".