Siga-nos

Perfil

GIC - Global Investment Challenge

GIC 2015

Aprender com a prática

  • 333

Diogo Coimbra defende que o Global Investment Challenge (GIC) desmistifica o investimento nos mercados financeiros.

Para Diogo Coimbra, de 22 anos, a frequentar o mestrado em finanças, o GIC “permite aprender através da prática e acrescenta um valor adicional à teoria e aos modelos que são lecionados nos diversos programas universitários”. Acrescenta que “mesmo para pessoas que não estão familiarizadas com o mercado financeiro, é importante para desmistificar o que é de facto a transação de ativos financeiros, que é ainda uma área cinzenta para a maioria da população, tendo no entanto uma importância extrema em todas as indústrias”.

A participar pela segunda vez nesta competição organizada pelo Expresso e a SDG, Diogo Coimbra quis nesta edição aplicar alguns conhecimentos que adquiriu durante o mestrado. “Apesar de ser uma iniciativa cujo objetivo é colocar os participantes numa posição de investimento o mais real possível, no fim de contas acaba por ser um jogo de curtíssima duração”, comenta. Por isso e com o intuito de obter retornos elevados no período de dez semanas de duração do GIC, escolheu investir em contratos diferenciais (CFD). No espaço de oito semanas conseguiu duplicar o valor inicial (100 mil euros) da sua carteira.

Numa análise ao desempenho da concorrência, Diogo Coimbra refere que pelos rankings, os retornos dos outros participantes advêm de estratégias de investimento arriscadas. Um fator que o levou a optar por também arriscar mais. O certo é que no final da oitava semana de jogo, ocupava a terceira posição da categoria de estudantes.