Siga-nos

Perfil

GIC - Global Investment Challenge

GIC 2015

Estratégia versus desempenho

  • 333

André Vieira Viana viu no Global Investment Challenge (GIC) uma oportunidade de conhecer novos produtos financeiros.

“É a primeira vez que estou a participar no GIC. Sempre tive interesse nesta área e decidi integrar a competição para conhecer melhor os diferentes instrumentos e o mercado financeiro”, explica André Vieira Viana.

Com 23 anos de idade, este participante é finalista de engenharia informática e jogador de futebol profissional. Na competição tem apostado nos principais índices europeus. “Por vezes quando temos acesso a informação relevante já o mercado reagiu e torna-se complicado potenciar os nossos ganhos, mas tem sido uma experiência positiva e enriquecedora”, conta. Contudo há certas situações em que pensa que a sua estratégia vai ter uma determinada reação por parte do mercado e não é assim. “A queda do preço do petróleo ou a subida do mesmo, ou questões técnicas, como por exemplo a reunião do Banco Central Europeu (BCE), leva a ter no mesmo dia uma grande volatilidade e se não tivermos atenção, podemos ter um ganho de 2% e na hora seguinte estar a perder 1%, 2%...”, comenta este participante.

Até agora e em termos de produtos tem aplicado o seu capital em contratos diferenciais (CFD) e forex. “A grande alavancagem que estes permitem a quem investe é um grande aliado nos ganhos, mas um inimigo em perdas”, frisa André Vieira Viana.

Na perspetiva deste participante o GIC tem um bom espírito competitivo e a aplicação utilizada é prática e objetiva. Mas, acrescenta, “se queremos mostrar o nosso valor temos que ler muitas notícias para formar palpites para os nossos investimentos”.