Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Faculdade de Economia do Porto convidada para concurso internacional

Quatro alunos do 2º ano da Faculdade de Economia do Porto participam, na próxima semana, no Internacional Case Competition@Maastricht, competição em que 64 estudantes de todo o mundo irão propor as melhores soluções para negócios reais. 

Isabel Paulo (www.expresso.pt)

António Araújo, os irmãos Nuno e Carlos Moreira, alunos do 2º ano do curso de Economia, e João Reis, do 2º ano de Gestão, partem sábado para Maastricht, onde de 19 a 24 de Abril, irão tentar resolver intrincados casos de negócios da actualidade perante um júri composto por empresários de topo holandeses.

Para além da equipa da FEP, participam no desafio organizado pela School of Business and Economics da Universidade de Maastricht outras 15 equipas de quatro estudantes dos quatro cantos do mundo. Entre as universidades concorrentes contam-se escolas de negócios das Universidades de Singapura, Hong Kong, China, EUA, Canadá, Brasil, Dinamarca, Itália e Holanda. 

Durante a competição, as 16 equipas serão divididas por quatro grupos de quatro concorrentes, que terão de num espaço pré-determinado de tempo aplicar os seus conhecimentos e capacidades para resolver problemas empresariais reais e de grande actualidade.

 

24 horas non-stop sem telemóvel

Segundo Renata Blanc, docente da Universidade do Porto e coordenadora da equipa da FEP,  os temas são sempre muito actuais e tanto podem ser casos de negócios de economia regional como de indústrias multinacionais.

"Os casos são sempre um tiro no escuro. Tanto podem exigir um plano estratégico na área da banca, como análises de sustentatibilidade financeira ou estudos de mercado de áreas de negócios tecnológico ou ambientais", refere António Araújo que, em 2009, participou numa competição semelhante em Singapura.

Os futuros gestores e economistas terão de resolver casos da actualidade, dois pequenos e cuja solução será encontrada em três horas e um caso de grande dimensão, a resolver em 24 horas. A escolha do projecto vencedor é feita por um júri integralmente composto por empresários de prestígio da Holanda, com quem os alunos irão conviver em almoços de trabalho.

"Será um dia e uma noite sem parar e sem telemóvel, incontactáveis para o mundo. É uma experiência fascinante", lembra António Araújo, pretendente a seguir uma carreira internacional na área da consultadoria.

 

Júri só de gestores

Nuno Moreira não esconde que gostaria de um dia ser director de uma empresa, enquanto o irmão Carlos quer seguir consultadoria estratégica. O candidato a gestor João Reis logo que terminar a licenciatura quer começar logo a trabalhar, saltando "between jobs", antes de pensar em pós-graduações.

Os custos de participação são integralmente suportados pela FEP e o prémio "será ganhar ou pelo menos chegar à final". 

Esta é a quarta vez que a FEP participa numa competição internacional, a primeira das quais em 2007 ( Global Business Case Competition) a convite da Universidade do Washington. No ano passado, em Fevereito, a FEP esteve presente no Canadá e, em Outubro, no Asian Business Case Competition, em Singapura, tendo Portugal chegado à final.