Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ex-presidente do escritório de advogados Cuatrecasas Gonçalves Pereira condenado por fraude fiscal

  • 333

Emilio Cuatrecasas foi condenado num processo de fraude fiscal, tendo negociado um acordo que evitará a sua prisão efetiva.

J. F. Palma-Ferreira

A advogado catalão Emilio Cuatrecasas - ex-presidente do escritório internacional Cuatrecasas Gonçalves Pereira - foi condenado a dois anos de prisão por defraudar a Fazenda Pública espanhola, tendo chegado a acordo com a autoridade fiscal para reduzir a pena de forma a evitar a prisão efetiva.

O jornal espanhol El País relata que Emilio Cuatrecasas "efetuou uma sucessão de negócios simulados" para defraudar a fazenda pública entre 2006 e 2008, incluindo nas despesas profissionais os seus gastos pessoais de forma a pagar menos impostos.

Entre as despesas em causa estão as "diferentes casas utilizadas pela sua família, uma embarcação de recreio, mobiliário e automóveis". O advogado recorreu a uma sociedade que tinha em seu nome para servir como veículo de contratos de arrendamento dessas propiedades com o objetivo de pagar menos impostos.

O El País diz que o advogado regularizou "na íntegra" a sua situação fiscal a 24 de março, pagando mais de quatro milhões de euros, correspondentes aos valores com que defraudou o fisco espanhol, num total de oito delitos penalizados com três meses de prisão por cada delito, o que totalizaria dois anos de prisão. Segundo o jornal espanhol, o advogado também deverá pagar uma multa de 1,5 milhões de euros relativa ao processo na Justiça.