Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Estado pagou à troika mais de 500 milhões em juros do que em 2014

  • 333

O valor corresponde ao primeiro trimestre de 2015, o que significa mais 26,5% do que o pagamento feito nos primeiros três do ano anterior. 

Lusa

O Estado pagou à 'troika' mais de 500 milhões de euros em juros relativos ao resgate financeiro internacional entre janeiro e março deste ano, mais 26,5% do que em igual período de 2014, segundo números oficiais hoje divulgados.



De acordo com a síntese da execução orçamental até março, divulgada hoje pela Direção-Geral de Orçamento (DGO), Portugal pagou aos credores internacionais 513,2 milhões de euros em juros no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), acima dos 405,5 milhões de euros pagos no mesmo trimestre do ano passado.



Considerando todos os instrumentos de dívida direta do Estado, Portugal pagou 1.368,9 milhões de euros em juros entre janeiro e março de 2015, um aumento de 32,5% face ao período homólogo, uma vez que no primeiro trimestre de 2014 o Estado tinha gasto 1.032,8 milhões de euros em juros e outros encargos da dívida pública.



A DGO explica este crescimento da despesa com juros da dívida com o facto de "grande parte das emissões de Obrigações do Tesouro (OT) realizadas nos últimos 12 meses ter dado lugar ao pagamento de juros em fevereiro" e com "o aumento na rubrica 'Empréstimos PAEF' na sequência do primeiro pagamento de juros associado à décima tranche do empréstimo do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (MEEF)".



Por outro lado, a DGO destaca também a diminuição da despesa com juros relativos aos Bilhetes do Tesouro (BT), considerando que esta evolução reflete "o efeito de taxas de juro mais baixas associadas à emissão da linha dos BT, com amortização em março de 2015, comparativamente à linha amortizada no período homólogo".