Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

TGV pode produzir energia renovável

Ao deslizar sobre os carris, o comboio, com a deslocação do ar, pode acionar pequenas turbinas colocadas entre os travessões que suportam os carris, e que acabam por produzir energia.

Chama-se T-Box, tem uma micro-turbina eólica no seu interior, e será aplicada nos intervalos dos travessões que servem de suporte aos carris.



Ao deslocar-se a uma velocidade de 200 quilómetros por hora, a deslocação de ar provocada pela passagem do comboio (em que o vento soprará a 15 metros por segundo) aciona pequenas turbinas eólicas.



Estas, por sua vez geram um fluxo de energia elétrica renovável que pode traduzir-se em 3.500 watts de potência. mas se o comboio tiver 200 metros de comprimento e se se deslocar a 300 quilómetros por hora, significa que percorre um quilómetro em 18 segundos. Nesse caso as T-Boxes serão capazes de produzir perto de 2,6 KWh.



Ale Leonetti Luparinia e Qian Jiang's T-Box, autores do projeto, garantem que por cada quilómetro poderão ser instaladas perto de 150 T-Box.



Esta solução de geração elétrica poderá ser a ideal para levar energia a locais remotos, atravessados por linhas de comboio (mesmo não sendo TGV), sobretudo a países subdesenvolvidos.