Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Lucro da REN caiu 7% no ano passado

  • 333

A gestora das redes de eletricidade e gás natural lucrou €112,8 milhões em 2014, com os resultados pressionados pela contribuição extraordinária sobre o sector energético.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A REN - Redes Energéticas Nacionais alcançou em 2014 um resultado líquido positivo de €112,8 milhões de euros, que fica 7% abaixo do lucro obtido no ano anterior, uma descida motivada, em grande medida, pelo impacto da contribuição extraordinária sobre o sector energético (CESE).

Numa base recorrente, sem contabilizar efeitos extraordinários (como a CESE, por exemplo), o lucro da REN no ano passado teria ascendido a €140,3 milhões, mais 16,3% do que em 2013, informou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

No ano passado a empresa que agora é presidida por Rodrigo Costa obteve um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de €505,2 milhões, que traduz um decréscimo de 3,1% face a 2013.

A descida no resultado líquido foi, em termos absolutos, de €8,5 milhões, aquém do impacto que a REN sofreu com o pagamento da CESE, que rondou os €25 milhões. A REN acabou por compensar parcialmente o custo da contribuição tirando partido de uma melhoria no resultado financeiro.

Segundo o comunicado à CMVM, o resultado financeiro da REN melhorou 20%, passando de € 142,2 milhões negativos em 2013 para € 113,8 milhões negativos em 2014. Uma evolução que espelha a estratégia de renovação de dívida que a empresa tem levado a cabo, alongando a maturidade dos empréstimos e conseguindo taxas de juro mais favoráveis. O custo médio da dívida da REN caiu de 5,6% em 2013 para 4,7% no ano passado.

A informação publicada pela gestora das redes de eletricidade e gás natural indica ainda que o seu investimento no ano transato baixou 13,1%, para €163,3 milhões, enquanto a dívida líquida aumentou 1,4%, para € 2.436 milhões.