Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Galp duplicará produção no prazo de um ano e meio

  • 333

A petrolífera estima que o reforço da atividade nas suas plataformas no Brasil permitirá no próximo ano e meio duplicar o volume de produção actual, que levou duas décadas a conseguir.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O presidente executivo da Galp Energia, Carlos Gomes da Silva, estima que a produção petrolífera da Galp duplique no prazo de um ano e meio, em results do da aceleração das novas plataformas flutuantes que o grupo está a instalar no Brasil.



A Galp fechou o primeiro trimestre com uma produção diária média de 38,7 mil barris e espera duplicar esse volume ate ao final de 2016 ou início de 2017, indicou o novo presidente executivo da Galp.



"Demorámos 20 anos a chegar aqui, mas demoraremos apenas um ano e meio a duplicar a produção", afirmou Carlos Gomes da Silva em conferência de imprensa para apresentação dos resultados do primeiro trimestre.



O gestor deu o exemplo da plataforma Cidade de Mangaratiba, que já atingiu uma produção diária de 100 mil barris (sendo 10% da Galp) com três poços petrolíferos operacionais, estando prevista a ligação de um quarto poço no terceiro trimestre deste ano e de um quinto poço no início do próximo ano.



Carlos Gomes da Silva lembrou ainda que a Galp já realizou investimentos na produção no Brasil no montante de 2 mil milhões de Euros que ainda não começaram a gerar resultados