Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Consumo de gasóleo em fevereiro subiu mais de 5%

  • 333

A procura de gasóleo em Portugal cresceu 5,2% em fevereiro face ao mesmo mês do ano passado, enquanto o consumo de gasolina avançou 0,9%.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O consumo de gasóleo em Portugal em fevereiro cresceu 5,2% em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com o último relatório da Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC). Já a procura de gasolina teve um crescimento de 0,9% em termos homólogos.

O relatório de março da ENMC indica que o mercado nacional consumiu quase 344 mil toneladas de gasóleo e 77 mil toneladas de gasolina em fevereiro. No conjunto dos primeiros dois meses do ano o consumo de gasóleo ascende a 704 mil toneladas e o de gasolina a 161 mil toneladas, o que representa face ao ano passado subidas de 4,2% e 0,9%, respetivamente.

Os dados da ENMC mostram que neste arranque de 2015 o mercado de combustíveis rodoviários tem o melhor registo dos últimos três anos. Em fevereiro, o consumo de combustíveis rodoviários em Portugal (somando gasolina e gasóleo) ficou 4,4% acima da procura do ano passado, estando também acima dos níveis de consumo de fevereiro de 2013. Mas está ainda 10% abaixo dos volumes vendidos de gasolina e gasóleo em fevereiro de 2012.

Em termos de preços, os dados compilados pela ENMC revelam que o custo do gasóleo rodoviário diminuiu 15% entre janeiro de 2014 e fevereiro de 2015, uma evolução que beneficiou do decréscimo do preço antes de impostos. No entanto, este ano notou-se já uma subida do preço médio de venda ao público, que desde o mínimo de 1,127 euros por litro de gasóleo no final de janeiro subiu para 1,225 euros por litro no início de março.

Quanto à gasolina 95, o preço médio baixou 12% entre janeiro de 2014 e fevereiro de 2015, mas, tal como no gasóleo, o preço de venda ao público retomou uma trajetória de subida já este ano, passando de um mínimo de 1,305 euros por litro em janeiro para 1,413 euros por litro a 2 de março.

A subida de preços em 2015 é explicada pela ENMC com o aumento da cotação internacional dos produtos petrolíferos desde o início do ano, que subiu 20,7% no caso do gasóleo e 26,9% na gasolina.