Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Repsol baixa lucro do primeiro semestre em 26%

  • 333

A petrolífera espanhola viu o seu lucro na primeira metade do ano recuar face ao ano passado, período em que o grupo tinha registado um ganho cambial que agora já não se repetiu. Negócio da exploração e produção de petróleo melhorou

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Repsol fechou o primeiro semestre com um resultado líquido ajustado de 917 milhões de euros, menos 26% do que o lucro apurado nos primeiros seis meses do ano passado, o que o grupo justifica principalmente com efeitos cambiais positivos nas contas de 2015.

Sem o ajustamento de efeitos extraordinários, o resultado líquido efetivo da Repsol de janeiro a junho foi de 639 milhões de euros e caiu 39% face a 2015. A contribuir para esta variação negativa, além do efeito cambial positivo de 2015 a empresa espanhola destaca os custos de reestruturação do quadro de pessoal registados já em 2016.

No negócio do “upstream” (exploração e produção de petróleo) a Repsol passou de um prejuízo de 238 milhões de euros em 2015 para um lucro de 63 milhões na primeira metade de 2016. Esta evolução ocorreu a par com um aumento de 60% da produção total de petróleo e gás da Repsol.

Já no segmento “downstream” (que abrange a refinação e distribuição de combustíveis) a Repsol viu o seu lucro baixar de 973 para 934 milhões de euros.

Em Portugal, além da distribuição de combustíveis, a Repsol está presente no negócio petroquímico e ainda na prospeção petrolífera, com vários blocos concessionados, mas ainda não perfurados, no offshore do Algarve.