Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Produção petrolífera da Galp recuou no segundo trimestre

  • 333

A Galp registou entre abril e junho uma produção média de 52,2 mil barris de petróleo por dia, um volume 2,9% inferior ao do primeiro trimestre. Nas refinarias a produção da Galp cresceu

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Galp Energia teve no segundo trimestre deste ano um recuo de 2,9% na sua produção petrolífera face ao volume produzido nos primeiros três meses do ano, informou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Galp teve no segundo trimestre uma produção média de 52,2 mil barris por dia, valor que compara com 53,7 mil barris diários no primeiro trimestre, mas que fica 27,6% acima da média diária de 40,9 mil barris que a Galp produzia no segundo trimestre do ano passado.

Os dados operacionais, agora publicados pela Galp, revelam que a atividade das refinarias cresceu entre o primeiro e o segundo trimestre, com o volume de matérias-primas processadas a crescer 4,6% e as vendas de produtos petrolíferos refinados a aumentar 9,4%. No entanto, em comparação com o segundo trimestre de 2015 a Galp teve uma descida de 11,6% no processamento de matérias-primas nas refinarias e um recuo de 3,7% nas vendas de produtos petrolíferos.

Já na área do gás natural, a Galp reportou no segundo trimestre uma queda de 14,3% nas vendas totais (face ao trimestre anterior), para 1,59 mil milhões de metros cúbicos. Para esta descida contribuiu principalmente a travagem no negócio de trading (compra e venda internacional de cargas de gás), que baixou 25,8% neste período.