Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Champalimaud vende ações na REN por mais de 50 milhões de euros

  • 333

Manuel Champalimaud reduziu de 6% para 2,7% a sua participação na gestora de redes de energia, com um conjunto de transações que renderam ao empresário mais de 50 milhões de euros

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O empresário Manuel Champalimaud reduziu a sua participação na REN - Redes Energéticas Nacionais, em que assumia o estatuto de maior acionista português, com uma posição de 6%.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a REN informou que Champalimaud e a Gestmin passaram a deter 2,7% do capital da empresa, na sequência de uma série de operações de venda de ações da REN.

Manuel Champalimaud vendeu todos os títulos que tinha da REN a nível pessoal e a Gestmin (controlada por Champalimaud) também alienou uma parte das suas ações na empresa.

Nestas operações Champalimaud encaixou um total de 50,3 milhões de euros, dos quais 808 mil euros na venda das ações que detinha diretamente e 49,5 milhões de euros na venda dos papéis que eram detidos pela Gestmin.

Com estas transações, o maior acionista português da REN passou a ser a seguradora Fidelidade (controlada pela chinesa Fosun), com 5,3%, seguida da EDP, com 5%. Os maiores acionistas da gestora de redes de energia são a State Grid of China, com 25%, e a Oman Oil, com 15%.

Do leque de investidores de referência da REN fazem ainda parte a espanhola Red Eléctrica (5%) e o Capital Group (2,1%).