Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Bruxelas dá 200 milhões de euros para interligações energéticas

  • 333

A Comissão Europeia definirá até julho os projetos selecionados para receber a primeira fatia de apoios financeiros às redes de energia, uma iniciativa que tem sido acompanhada com interesse pela REN

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Comissão Europeia abriu esta sexta-feira o período de candidaturas a uma primeira tranche de financiamento de projetos de infra-estruturas energéticas para reforçar as interligações de eletricidade e gás natural entre os vários mercados da União Europeia. Nesta fase Bruxelas disponibilizará verbas de 200 milhões de euros.

Este montante servirá para apoiar "projetos que visam eliminar estrangulamentos que impedem o livre fluxo de energia entre os Estados-membros da União Europeia", desde que esses mesmos empreendimentos já constem da lista de projetos de interesse comum que a Comissão definiu.

O período de candidaturas agora aberto encerra a 28 de abril. É esta a janela temporal que a REN - Redes Energéticas Nacionais tem para formalizar o seu interesse na obtenção de apoio comunitário para pôr em marcha os vários projetos de interligações de eletricidade e gás natural com Espanha.

Mas a obtenção de apoio por parte da REN não será fácil, uma vez que na lista de projetos de interesse comum validada pela Comissão Europeia há 195 empreendimentos, que trarão à empresa portuguesa uma forte concorrência pelo acesso aos fundos de Bruxelas.

A Comissão Europeia deverá anunciar no final de julho os projetos selecionados para receber estes 200 milhões de euros.

Bruxelas tenciona este ano distribuir um total de 800 milhões de euros para alavancar investimentos no reforço das interligações energéticas na Europa.