Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

EDP vai contestar multa da ERSE

  • 333

Regulador da energia anunciou uma coima de 7,5 milhões de euros por infrações na aplicação da tarifa social de eletricidade e gás, mas a EDP irá recorrer da decisão em tribunal

A EDP Comercial vai contestar em tribunal a coima de 7,5 milhões de euros que a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) impôs à empresa por irregularidades na aplicação e divulgação da tarifa social de eletricidade e gás natural para consumidores de menores rendimentos.

A empresa anunciou em comunicado que "vai recorrer desta decisão para o Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão", uma vez que "considera não haver fundamentos para esta decisão da entidade reguladora".

A EDP nota que neste momento tem já mais de 90 mil clientes beneficiados pelos descontos da tarifa social e do Apoio Social Extraordinário para os Consumidores de Energia (ASECE), estimando fechar o ano com 100 mil clientes abrangidos.

"Com este número, o grupo EDP mais que duplica o número de clientes beneficiados por estas condições desde o início do ano", salienta ainda o comunicado da elétrica.

O grupo diz ainda que prestará informações complementares sobre este tema depois de analisar a decisão da ERSE com maior profundidade.

A coima da ERSE resulta de uma investigação que foi tornada pública em abril deste ano, a que se seguiu uma nota de ilicitude em julho e o contraditório da EDP em agosto.