Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

Eletricidade e gás natural em Portugal estão entre os mais caros da Europa

  • 333

Fatura de Gás Natural

Portugal registou no ano passado o maior aumento do preço do gás para as famílias na União Europeia, revelam os últimos dados publicados pelo Eurostat. 

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Os mais recentes dados do Eurostat mantêm Portugal entre os países com os mais elevados preços de eletricidade e gás natural para clientes domésticos na União Europeia (UE). No caso do gás, Portugal tem o segundo preço final mais alto da UE, apenas atrás da Suécia. Na eletricidade o preço suportados pelas famílias é o sétimo mais alto. 

Os dados do Eurostat referem-se ao segundo semestre do ano passado e indicam que o preço médio da eletricidade na UE cresceu 2,9% face a 2013, enquanto o preço médio do gás natural para consumo doméstico aumentou 2%. Em Portugal o custo da eletricidade para as famílias (incluindo impostos e taxas) subiu 4,9% e o do gás disparou 11,4%. 

No caso do gás natural, Portugal teve mesmo o maior agravamento de preços de toda a UE, o que contribuiu para projetar o país para a segunda posição na lista dos preços mais caros de gás, com um custo de 10,4 cêntimos por kilowatt hora (kWh), apenas atrás dos 11,4 cêntimos por kWh registados na Suécia. 

Em paridade de poder de compra (que ajusta o custo do produto ao poder de compra existente em cada economia) Portugal tem o gás mais caro da UE, revela o Eurostat. A seguir a Portugal estão Espanha e Bulgária. 

Já na eletricidade o mercado português apresentava no final de 2014 um custo de 22,4 cêntimos por kWh. Embora estando acima da média de 20,8 cêntimos da UE, Portugal não teve os maiores agravamentos de custos face a 2013. Em Portugal o preço final da energia elétrica para as famílias subiu 4,9%, mas os maiores aumentos foram registados em França (10,2%), Luxemburgo (5,6%) e Irlanda (5,4%). 

Em paridade de poder de compra a eletricidade para consumo doméstico em Portugal era em 2014 a segunda mais cara da UE, atrás da Alemanha e a par do Chipre.