Siga-nos

Perfil

Economia

Energia

EDP lucrou 297 milhões de euros até março

  • 333

O grupo fechou o primeiro trimestre com um resultado em linha com o do ano passado, tendo o investimento crescido 54% e a dívida líquida recuado 2%.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP terminou o primeiro trimestre deste ano com um resultado líquido positivo de 297 milhões de euros, em linha com o lucro de 296 milhões registado nos primeiros três meses do ano passado, revelou a elétrica presidida por António Mexia em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).   

O grupo obteve entre janeiro e março uma margem bruta de 1.423 milhões de euros, que diminuiu 4% face ao mesmo período de 2014 e que permitiu à EDP alcançar um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 1.017 milhões de euros, menos 1% do que no período homólogo do ano passado.   

Ao nível operacional, o maior motor dos resultados da elétrica foi a área  a das redes reguladas na Península Ibérica, cujo EBITDA cresceu 32%, para 324 milhões de euros. A segunda área com maior contributo para os resultados foi a das renováveis (energia eólica e solar), que teve um aumento do EBITDA de 10%, para 319 milhões.   

Sinal negativo tiveram os resultados da produção de eletricidade liberalizada e os dos contratos de longo prazo, com quedas de 44% e 13%, respetivamente.    

No seu comunicado ao mercado a EDP revela ainda que o investimento no primeiro trimestre ascendeu a 377 milhões de euros, mais 54% do que no ano passado.    

A dívida líquida da companhia portuguesa, por seu lado, observou uma redução de 2% nestes primeiros meses do ano, passando de 17.042 milhões de euros em dezembro de 2014 para 16.779 milhões de euros em março último.