Siga-nos

Perfil

Economia

Imobiliário

Mónaco tem os apartamentos de luxo mais caros do mundo

  • 333

No principado do Mónaco só se conseguem comprar 17 metros quadrados de área residencial de luxo com um milhão de dólares (cerca de 920 mil euros).

O Mónaco é pelo, oitavo ano consecutivo, a cidade mais cara para comprar propriedades residenciais de luxo. Hong Kong e Londres ocupam o segundo e terceiro lugar respetivamente. Com 1 milhão de dólares (cerca de 920 mil euros) compram 20 metros quadrados em Hong Kong e 21 m2 em Londres.

Os dados, agora divulgados pela empresa de consultoria Worx, referem ainda que, apesar de duas das três cidades mais caras do mundo se situarem na Europa, foram os Estados Unidos da América que se destacaram com o maior aumento nos valores.

Enquanto a nível mundial os valores das casas de luxo aumentaram em média 2%, Nova Iorque lidera no ranking das maiores subidas com um aumento de 18,8% face ao ano anterior seguida de Aspen (também nos EUA) com 16%. A meio da tabela encontra-se São Francisco e a fechar, no 10º lugar, Los Angeles (13%).

A disparidade entre as cidades da América do Norte e da Europa é muito acentuada, se nas primeiras os preços subiram em média 13% na Europa a média é de apenas 2,5%. A única cidade que se destaca na Europa é Dublin que registou uma subida de 13%.

Segundo Liam Bailey, da Knight Frank "a concentração geográfica da riqueza continua a ser um dos fatores chave, com 10% do total de crescimento na riqueza confinado a apenas cinco cidades - Singapura, Hong Kong, Nova Iorque, Londres e Bombaim nos próximos 10 anos".