Siga-nos

Perfil

Economia

Imobiliário

Chineses dominam nos vistos 'gold'

A maioria dos vistos gold serviram para aquisição de casas

Tiago Miranda

Até hoje foram concedidos 542 vistos gold, dos quais 433 a cidadãos chineses.

A China foi responsável por 433 dos 542 vistos gold já concedidos pelo Estado português. Em segundo lugar aparece a Rússia, com 23, seguida do Brasil e Angola, ambos com 14.

O investimento feito em Portugal, por via do programa de Autorização de e Residência para Atividades de Investimento (ARI), foi, até agora, de aproximadamente 336 milhões de euros, sendo que, deste valor, cerca de 300 milhões, dizem respeito à aquisição de bens imóveis.

Os dados, hoje revelados pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), indicam ainda que para este ano são esperados investimentos que podem ascender aos 600 milhões de euros, decorrentes da emissão de vistos gold.

"O vice-primeiro-ministro e impulsionador desta medida, Paulo Portas, afirmou que este ano o valor de investimento em Portugal através dos vistos gold deverá chegar aos 500 milhões de euros. Na minha opinião este investimento poderá alcançar facilmente os 600 milhões de euros, desde que seja feito um trabalho de promoção adequado deste programa além-fronteiras", disse hoje Luís Lima, presidente da APEMIP.

Na opinião do dirigente da APEMIP, aquele é ainda um valor que deve ser multiplicado várias vezes, não só pelo poder de atração que estes investimentos geram, como também pelo efeito de contágio de outros potenciais investidores estrangeiros. Luís Lima conclui dizendo que "um euro investido no nosso país é facilmente multiplicado por cinco ou seis. Estes investidores irão também acabar por gastar dinheiro em mobiliário, gastronomia, lazer ou saúde contribuindo em muito para a dinamização da Economia interna do país".

China, 433 Rússia, 23 Brasil, 14 Angola,    14 África do Sul, 11 Líbano,    8 Paquistão, 7 Colômbia, 3 S. Cristóvão e Nevi, 3 Síria, 3 Iraque,    3 Argélia, 2 Índia, 2 Moçambique, 2 Venezuela, 2 Egito, 1  Estados Unidos, 1 Guiné-Bissau, 1