Siga-nos

Perfil

Economia

Dívida

Rentabilidade anual da dívida portuguesa em queda

  • 333

O retorno nas últimas 52 semanas de toda a dívida obrigacionista portuguesa caiu para 12,41%, ficando abaixo da média da zona euro. Rentabilidade das dívidas britânica, francesa e italiana é superior.

O retorno nas últimas 52 semanas da dívida obrigacionista portuguesa caiu de 15,21%  para 12,41% entre 10 e 17 de abril, segundo o índice da Bloomberg para a dívida soberana (Bloomberg Global Benchmark Sovereign Bond Indexes).

Há uma semana atrás Portugal liderava a União Europeia neste índice. Agora a rentabilidade anual é inclusive inferior à média da zona euro (12,67%) e encontra-se atrás do retorno para a dívida britânica (14,09%), francesa (13,54%) e italiana (12,99%).

A rentabilidade anual da dívida obrigacionista alemã está, agora, muito próxima da portuguesa, com um retorno de 12,11%, e uma yield até à maturidade já em terreno negativo (-0,02%), o que a distingue do resto da zona euro e a coloca no mesmo "clube" em que se situa a dívida suíça com uma yield até á maturidade também negativa, de -0,27%.

A situação da Grécia continua a agravar-se. O retorno anual da dívida grega passou de  -28,8% a 10 de abril para -35,48% a 17 de abril. A rentabilidade desde início do ano é, também, negativa em -16,89%.

A Bloomberg publica diariamente a rentabilidade da dívida soberana dos diversos países emitentes de obrigações avaliada segundo distintos espaços temporais: a 52 semanas; desde o início do ano em curso; desde o início do mês em curso; a 3 e a 6 meses. Publica ainda a yield até à maturidade de toda a dívida obrigacionista de um dado país emissor ou zona monetária (como é o caso da média para a zona euro).

Desde o início de abril, a rentabilidade da dívida obrigacionista de quatro periféricos do euro é negativa: -8,24% para a Grécia; -1,56% para Espanha; -1,49% para Itália; e - 1.46% para Portugal.

A Irlanda encontra-se em terreno positivo desde o início de abril, marcando a diferença nos periféricos.