Siga-nos

Perfil

Economia

Dívida

Dívida alemã com juros perto de 0%. Dívida grega com juros acima de 13%

  • 333

Wolfgang Schäuble e Yanis Varoufakis, os responsáveis pelas Finanças alemã e grega

Carsten Koall/Getty Images

É a disparidade marcante desta quinta-feira no prazo de referência, a 10 anos, no mercado secundário da dívida soberana da zona euro.

Depois do Fundo Monetário Internacional ter explicitamente referido o risco grego no "World Economic Outlook" e no "Global Financial Stability Report" publicados esta semana, as yields das obrigações gregas dispararam. Na maturidade a 10 anos, as yields das obrigações gregas subiram para mais de 13% pelas 10h30 desta quinta-feira. Subiram para 27,43% no prazo a 2 anos e 19,28% no prazo a 5 anos.

Na quarta-feira, já depois do fecho dos mercados financeiros na Europa, a Standard & Poor's (S&P) cortou a notação da dívida grega de longo prazo para o terreno de risco substancial, de dívida extremamente especulativa, rating em que coincidem, agora, as três principais agências de notação (S&P, Moody's, Fitch).

Em contraste, as yields das obrigações alemãs, francesas e irlandesas fixam novos mínimos históricos no prazo a 10 anos. Para o caso das obrigações alemãs, as yields desceram pelas 8h desta quinta-feira para 0,085%, um mínimo histórico, já perto de 0% na maturidade a 10 anos. Na quarta-feira fecharam em 0,106%, com um mínimo durante a sessão de 0,102%.

As yields das Obrigações do Tesouro português no prazo a 10 anos subiram para 1,79%.