Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Carros

Um 'avião'... a diesel

  • 333

A BMW lançou uma "super-bomba" a diesel que acelera dos 0 aos 100 km em 4,7 segundos, e consegue conter o consumo a pouco mais de oito litros de gasóleo na cidade.

J. F. Palma-Ferreira (www.expresso.pt) e Vitor Paiva

Foi batizado com a designação M550d. E é muito mais do que um topo de gama das berlinas BMW da série 5. É verdadeiramente o expoente da última tecnologia diesel utilizada na sua classe, apresentando consumos e desempenhos que criam um novo paradigma na indústria automóvel.

Mesmo quem julga que conhece bem as potencialidades das motorizações diesel, consegue ser surpreendido com o desempenho do novo BMW M550d. O seu motor de 6 cilindros diesel de três litros, dotado de um turbocompressor com três estágios - um "tri-turbo" - dá-lhe uma elevada potência que torna este carro num verdadeiro desportivo.

Mas a sua eficiência de funcionamento é levada ao extremo pela excelente resposta da caixa automática de 8 velocidades, pela afinação do seu chassis e pela gestão da motorização XDrive, que gere e reparte a potência entre o eixo dianteiro e o eixo traseiro, assegurando uma excelente motricidade.

Solução explosiva

A conjugação de todas estas tecnologias resulta numa solução global verdadeiramente explosiva. Não é por acaso que este carro é um fruto da engenharia da divisão "M Performance" da BMW, que cria automóveis com características marcadamente desportivas, embora menos agressivos que os seus "irmãos" com motores a gasolina, como são os casos da berlina M5, do mais pequeno M3 e do ultra-ágil M1 Coupé.

Apesar de implicar um "cheque" elevado, quem comprar este M550d despende menos 30 mil euros do que pagaria pelo M5, sendo certo que o preço base do M550d, que ascende a 107 mil euros, é facilmente majorado com os extras disponíveis - como é o caso deste carro ensaiado pelo Expresso, cujo preço ultrapassa os 122 mil euros.

A aceleração do M550d confirma o seu caráter desportivo. Faz dos 0 aos 100 km/hora em 4,7 segundos. É certo que o seu "irmão" M5 a gasolina tem um desempenho mais agressivo, fazendo apenas 4,4 segundos para chegar aos 100 Km/hora, mas a verdade é que o M5 dispõe de um motor de 8 cilindros e debita 560 cavalos, cujo consumo nada tem a ver com as média moderadas que se conseguem fazer com o M550d.

Consumos "contidos"

O ensaio do Expresso não conseguiu registar as médias anunciadas pela BMW, que apontam para apenas 6,3 litros de gasóleo a cada 100 km percorridos em circulação combinada (cidade e estrada).

A melhor média registada no ensaio do Expresso não baixou dos 6,8 litros em estrada, o que exige que o condutor não puxe pelo carro, circule com um regime de motor entre as 1200 e as 1800 rotações, e alivie sempre o acelerador nas descidas. Em circulação mista, o melhor registo de consumo aponta para 7,2 litros.

Para os fanáticos em baixos consumos, o modo de circulação Eco permite melhorar os consumos, dando indicações de condução que otimizam os consumos.

Condução desportiva dispara consumo

No entanto, para uma condução desportiva, em que se abuse da caixa automática em modo desportivo ou mesmo em modo manual, com acelerações vigorosas, o M550d ultrapassa facilmente a fasquia dos 10 litros aos 100 km.

No entanto, muito poucos carros com 381 cavalos conseguirão apresentar consumos semelhantes. Até prova em contrário, o M550d é o diesel de produção em série mais potente do mundo (debitando 127 cavalos por cada 1000 centímetros cúbicos).

Este carro dispõe do sistema de tração integral xDrive, e de uma inovadora afinação da suspensão, que lhe dão um comportamento irrepreensível nas curvas.