Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dyrup pinta feng shui na avenida da Liberdade

Marca de tintas recupera e pinta dois mil equipamentos urbanos na principal artéria da capital. O marketing está a entranhar-se nas ruas

Catarina Nunes (www.expresso.pt)

Bancos de jardim, candeeiros, gradeamentos e pilaretes vão ganhar novas cores e adequar-se à sabedoria oriental, fiel à confluência equilibrada de energias de acordo com a orientação geográfica dos espaços.

Até ao final do mês, a Dyrup vai estar a recuperar e a pintar 2212 equipamentos urbanos na avenida da Liberdade, incluindo zonas adjacentes como as escadinhas do Lavra, da Glória e a praça da Alegria. Uma iniciativa de marketing urbano a somar às que a concorrente CIN fez recentemente bem como às da Fox e Haagen Dazs.

No inverno do ano passado também a Tesa quis contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos lisboetas. Financiou o arranjo de duas centenas de buracos nas estradas da capital, em troca de pôr a sua marca associada à obra.

"Quando Lisboa viveu uma época severa de chuvas, provocando um número inusitado de buracos nas ruas, isso surgiu para nós como uma oportunidade de comunicação. Procurámos a marca com maior afinidade em termos de produto/benefício e conseguimos 'enamorar' a Tesa Beiersdorf pela ideia", recorda Miguel Caeiro, diretor-geral da The Street, empresa responsável pela conceção desta iniciativa.

Leia mais na edição impressa do Expresso Economia de sábado, 9 de julho, ou clicando aqui, onde a edição da banca está disponível para assinantes a partir das 00h01 de sábado.