Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Draghi diz que autoridades portuguesas evitaram um "incidente sistémico"

FOTO REUTERS

O presidente do Banco Central Europeu considerou que a ação das autoridades portuguesas em coordenação com a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu conseguiu restringir a crise ao BES e aos seus donos.

"As autoridades portuguesas evitaram uma situação que poderia ser complexa", disse Mario Draghi em conferência de imprensa na sequência da reunião mensal do Banco Central Europeu (BCE), respondendo a uma pergunta do correspondente da RTP sobre a crise do BES.

"O que poderia ter sido um incidente - e estou a usar o termo como um eufemismo - sistémico foi restringido a esse banco e aos seus donos", sublinhou o presidente do BCE elogiando a ação "rápida e eficaz" das autoridades portugueses em coordenação com as autoridades da Concorrência da Comissão Europeia e o BCE na resolução da crise do BES.

Draghi considerou que a "reação do mercado basicamente confirmou o ponto de vista das autoridades portuguesas" e concluiu, sobre o tema, que o incidente foi "contido e não afetou nem o sector bancário em Portugal, nem Portugal em geral, nem contagiou outros mercados".

Admitiu que há problemas a resolver para além das decisões iniciais tomadas, como a exposição a Angola e os preços de transferência.