Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Douro River e Aquapura reabrem antes do verão

  • 333

O Aquapura Douro Valley, um hotel boutique de cinco estrelas inaugurado em 2007, nasceu numa casa senhorial do século XIX, que servira de cenário para o filme "Vale Abraão", de Manuel de Oliveira

DR

Dois hotéis de luxo situados no concelho de Lamego preparam-se para reabrir com novos donos e gestão.

O Douro River Hotel e o Aquapura Douro Valley, dois hotéis de luxo do Douro, vão reabrir antes do verão com nova gestão, depois de obras de remodelação e de ultrapassarem ameaças de insolvência e um Processo Especial de Revitalização (PER).

Os dois hotéis, no concelho de Lamego, abriram portas numa altura em que o destino Douro prosperava e registava um crescimento notável de turistas. O ciclo que aí vem traz novas orientações.

O Douro River, inaugurado em 2009, fechou devido a um processo de insolvência, sendo depois adquirido pelo grupo Vila Galé que já anunciou a sua reabertura para o dia 30 de maio.

O investimento da Vila Galé foi de 2,5 milhões de euros, permitindo ao grupo marcar presença numa das regiões com maior potencial turístico de Portugal. A reabertura recuperará 20 postos de trabalho.

Investimento tailandês

Já o Aquapura Douro Valley, um investimento de 20 milhões de euros promovido por um grupo de empresários de Lsboa em que pontificavam Diogo Vaz Guedes e António Mexia, tem reabertura prevista para julho, depois de a sua gestão ter passado para o grupo tailandês Six Senses.

A unidade hoteleira foi alvo de um PER, em 2013, altura em que passou para um fundo de turismo da Explorer Investments. Embora a unidade continue a pertencer ao fundo Discovery, o hotel vai passar a ser gerido pelo grupo tailandês Six Senses, que inicia pelo Douro a sua operação hoteleira na Europa. O grupo conta com 12 unidades.

O empreendimento de luxo, em frente à Régua. possui um spa e 10 salas de tratamento, 50 quartos e 21 moradias espalhadas pela propriedade.  Nesta fase, o Aquapura procede a obras de remodelação, dirigidas por um gabinete de arquitetura norte americano.

O hotel boutique de cinco estrelas, inaugurado em 2007, nasceu numa casa senhorial do século XIX  que servira de cenário para o filme "Vale Abraão", de Manuel de Oliveira. No âmbito do programa operacional do Norte (ON2) foram financiados 42 projetos turísticos no Douro, totalizando um investimento de 27 milhões de euros. A comparticipação comunitária  foi de 17 milhões.