Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dívidas de 50 milhões ameaçam revistas históricas da Impala

  • 333

Nuno Botelho

Empresa DescobrirPress, que produz conteúdos para títulos como "Maria", "Nova Gente" ou "TV7Dias", aguarda aprovação de PER para garantir sobrevivência. Eventual falência coloca em risco 221 postos de trabalho

A edição de algumas das revistas mais emblemáticas da imprensa portuguesa pode ficar em risco nas próximas semanas. Até final de março, o Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste vai decidir se aprova, ou não, o Processo Especial de Revitalização (PER) pedido pela DescobrirPress, empresa do universo do grupo Impala responsável pela produção de conteúdos para revistas como "Maria", "Nova Gente" ou "TV7Dias". Se o pedido for recusado, a DescobrirPress entra em liquidação e terá de rescindir contrato com os 221 trabalhadores que hoje asseguram a produção destes títulos. 

A confirmar-se este cenário, a edição das revistas sofrerá, no mínimo, um sobressalto. Mas, como explica a presidente do Conselho de Administração da DescobrirPress, Paula Rodrigues, um eventual desfecho negativo do PER não implicará forçosamente o encerramento das publicações associadas à Impala. "A propriedade dos títulos pertence, e sempre pertenceu, desde o seu registo, ao senhor Jacques Rodrigues", esclarece ao Expresso.  

Leia mais na edição deste fim de semana.